Em pauta: Alunas do Ensino Fundamental entrevistam secretário nacional do MEC

Câmeras fotográficas e filmadoras disputam o melhor ângulo para captar o entrevistado. Há um empurra-empurra entre os presentes na sala. Sentado em frente à mesa está o secretário nacional do Ministério da Educação (MEC), Paulo Gabriel Nassif. A cena, para ele, pode ser comum. O que foge à normalidade é o local da entrevista e as repórteres que conduzem a pauta.

O titular da Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização, Diversidade e Inclusão (SECADI/MEC) esteve na localidade de Rincão dos Marques, interior de Canguçu, nesta sexta-feira (10). Caroline e Larissa, alunas do 8º e 9º ano da Escola Gonçalves Dias, foram as responsáveis pela entrevista. A matéria é uma das pautas para a próxima edição do jornal produzido pela escola.

Durante a visita, alunos das escolas Marechal Floriano, Castelo Branco e Gonçalves Dias se revezaram nas apresentações artísticas marcadas pela diversidade étnico-cultural. Entre os professores e estudantes houve relatos marcantes sobre o projeto Multiplicando Saberes e Pensamentos, implantado de forma pioneira no município através de uma parceria entre a empresa Safra Remix e a Prefeitura de Canguçu, através da Secretaria de Educação e Esportes (SMEE).

A iniciativa possibilitou o desenvolvimento de uma metodologia interdisciplinar inovadora, misturando Linguagem, Ciências Exatas, Artes, Ciências Humanas, Comunicação e Consciência Ambiental, dentre outras áreas do conhecimento.

Na prática, as três instituições de ensino receberam modernas impressoras capazes de produzir quase 200 cópias por minuto. A tecnologia avançada também agrega responsabilidade ambiental. Depois de passarem por oficinas de formação, professores e alunos iniciaram a produção de jornais.

O material é fruto de pesquisa feita pelos próprios moradores das localidades rurais. De gravador na mão, estudantes vão em busca das informações para a próxima edição do periódico. Entre uma pauta e outra, os membros de cada comunidade descobrem um protagonismo até então inédito para a construção do conhecimento.

Implantado em parceria com o Conselho Municipal de Participação e Desenvolvimento da Comunidade Negra, o trabalho também ajuda na construção da memória das entidades quilombolas. Na quarta edição do ‘A Toca da Onça’ – editado pela Escola Gonçalves Dias – a reportagem destacada na capa mostra a Associação do Quilombo de Passo do Lourenço. O texto traz histórico, entrevista e fotos dos integrantes.

Para o secretário Paulo Nassif, a iniciativa implantada na localidade “impressiona positivamente e “precisa ser irradiada para outros pontos”.

– O que eu percebi neste local é que estamos diante de uma comunidade educadora. O que vimos aqui nos dá forças para seguir em frente. A dedicação de vocês nos desafia. Espero voltar aqui em outras ocasiões – disse, salientando que o trabalho inaugurado pela educação municipal poderá ser reaplicado em outras regiões.

De Canguçu o projeto já foi expandido para escolas do Maranhão. Um reconhecimento e tanto para uma prática transformadora, que trouxe ao interior de Canguçu o secretário nacional do MEC e que colocou as jovens Caroline e Larissa na condição de responsáveis por divulgar uma notícia que poderá ganhar o Brasil inteiro.

Notícia publicada no site Município de Canguçu em 10 de julho de 2015.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *